Alterar tamanho da fonte:
Rede de Informação sobre a Segurança de Taludes

Os taludes com risco alto de derrocada são muito menos pela razão das colinas de Macau serem poucas e baixas, não podendo no entanto ignorar-se a segurança dos taludes. Assim sendo, os serviços públicos ou os proprietários de taludes privados devem proceder periodicamente à inspecção ou reparação / manutenção dos mesmos, especialmente os taludes artificiais resultantes do desenvolvimento urbano e da alteração da configuração ambiental de Macau. Como a maior parte destes taludes estão próximos de construções, deve existir um mecanismo de monitorização dos mesmos a fim de se proceder oportunamente à sua reparação e manutenção, caso contrário surgirão taludes com risco de derrocada que vêm por sua vez pôr em risco os cidadãos. Deste modo, a Administração criou o Grupo de Trabalho Interdepartamental sobre a Segurança de Taludes, o qual em mais de uma década inspecciona periodicamente os taludes, realiza trabalhos de geosondagem de taludes, avalia o grau de risco de derrocada de taludes e apresenta propostas para a sua reparação e estabilização.

Segundo os resultados de geosondagem efectuados aos taludes, os problemas mais comuns inerentes aos taludes em risco de derrocada são:

  1. problema da manta vegetal,
  2. falta de manutenção de drenagens,
  3. deficiência ou falta de drenagens,
  4. falta de reparação e manutenção dos equipamentos de suporte privados, etc.

Para evitar eventuais acidentes causados por talude em risco de derrocada, que poderá pôr em risco os cidadãos, a Administração considera que há necessidade de estabilizar os taludes que apresentem risco de derrocada, melhorar as drenagens e desobstruir os colectores de água pluvial existentes e ao mesmo tempo o mais importante é estabelecer um mecanismo aperfeiçoado de inspecção regular em conjunto com planos de manutenção. E a longo termo, deve-se ainda considerar a instalação de instrumentos de monitorização nos taludes que apresentem em risco alto de derrocada.

Os taludes de Macau estão divididos em públicos e privados, ou seja, cabe aos serviços públicos a reparação e manutenção dos taludes públicos, e os taludes privados são da responsabilidade dos seus proprietários. Assim sendo, para melhorar a transparência das informações sobre os taludes do território, a Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes (DSSOPT) e a Direcção dos Serviços de Cartografia e Cadastro (DSCC) estabeleceram, em conjunto, a Rede de Informação sobre a Segurança de Taludes. Através deste portal electrónico, os cidadãos podem facilmente consultar as informações respeitantes a taludes, tais como a titularidade, o grau de risco de derrocada, a altura e área de todos os taludes existentes em Macau, etc., permitindo aos cidadãos conhecerem antecipadamente o risco e a responsabilidade de reparação dos taludes, no sentido de se realizar com a maior brevidade possível trabalhos de reparação e estabilização de taludes e reduzir ao mínimo os riscos de derrocada de taludes.