Alterar tamanho da fonte:
Consultoria e Informações
Libertação gradual do espaço rodoviário conforme o progresso da obra do Metro Ligeiro
  • Data: 2015-10-26

Descrição

Continuando a construção da superstrutura do viaduto e estações da Linha da Taipa do Metro Ligeiro, na execução da obra, o Governo tem recuperado gradualmente, desde a segunda metade do corrente ano, as vias públicas localizadas ao longo da Linha da Taipa, no sentido de aliviar a pressão do trânsito nas zonas em causa.

Uma vez que a Linha da Taipa do Metro Ligeiro está a ser construída junto a várias artérias principais, a maior parte dos pilares estão a ser colocados na faixa de arborização central. Durante a construção do viaduto, para além da ocupação da faixa de arborização, serão provisoriamente encerradas algumas faixas de rodagem para satisfazer as necessidades reais das obras e garantir a segurança pública no período de construção. Entretanto, o Governo também entende os inconvenientes causados pelas medidas de vedação tomadas à deslocação dos moradores, pelo que já implementou diversos condicionamentos e medidas temporárias na altura de execução da obra para minimizar impactos ao trânsito. Por outro lado, a partir do segundo trimestre do corrente ano, com a conclusão progressiva da elevação e montagem do viaduto e da construção de guarda-corpos, entre outros procedimentos, a estrutura principal do viaduto de alguns troços ficará praticamente finalizada. Ao mesmo tempo, uma que os trabalhos de instalação de sistemas agendados para a próxima fase serão realizados principalmente dentro dos guarda-corpos, as vias situadas abaixo dos mesmos já oferecem condições de segurança para a sua utilização, pelo que a equipa de construção iniciou imediatamente um conjunto de trabalhos preparatórios relativas à sua reabertura ao trânsito e ao público.

O primeiro passo da equipa de construção é articular o sistema de drenagem do viaduto do Metro Ligeiro à rede de drenagem, realizando, em seguida, a repavimentação de vias segundo as necessidades concretas, a fim de haver uma coordenação com o novo ordenamento de trânsito, a mesma equipa vai repintar as sinalizações horizontais e reinstalar as sinalizações verticais conforme os pedidos da Direcção dos Serviços para os Assuntos de Tráfego, fazendo uma coordenação com as respectivas entidades competentes para que se ajuste a localização dos candeeiros e dos semáforos; a par disso, a equipa de construção vai instalar novamente meio-fio na margem da faixa de arborização central e da rotunda para efeitos de separação do pavimento. Após a conclusão dos trabalhos preparatórios, a reabertura ao trânsito estará basicamente pronta e depois da visita do pessoal enviado pelo Governo aos locais, sob o pressuposto de garantir a segurança pública, serão libertadas as vias para o uso do público.

Actualmente, já foi reaberto o trânsito da Rua dos Jogos da Ásia Oriental, da Rotunda Tenente Pedro José da Silva Loureiro e da parte da Avenida Wai Long. O Governo vai continuar a avaliar andamento das obras de cada troço e a recuperar gradualmente as vias nas envolventes dos estaleiros do Metro Ligeiro, a fim de facilitar as deslocações dos cidadãos.

A construção do viaduto do Metro Ligeiro nas faixas de arborização visa manter, sempre que possível, a disposição do trânsito original

A Linha da Taipa do Metro Ligeiro é construída em viaduto e possui uma via própria, sendo que após a entrada em funcionamento, a sua operação não afectará o trânsito rodoviário, nem esta será afectada pelo mesmo, o que produzirá um efeito positivo na optimização do ambiente geral de mobilidade. Na altura do planeamento da Linha da Taipa do Metro Ligeiro e dos trabalhos de projecto, já foi tido em consideração o futuro trânsito rodoviário, pelo que a construção do viaduto tem como princípio não causar, sempre que possível, qualquer impacto nas faixas de rodagem originais, contribuindo para integrar futuramente o Metro Ligeiro nos diferentes meios de transportes públicos, e alcançar o objectivo de aliviar a pressão do trânsito.

O viaduto da Linha da Taipa do Metro Ligeiro conta com um total de mais de 300 pilares, os quais estão construídos principalmente na faixa de arborização central das diversas artérias, para que não ocupem as faixas de rodagem, nem afectem o trânsito. Entretanto, devido a limitações ambientais verificadas nalguns troços da linha, caso se construam os pilares normais, é necessário ocupar as faixas de rodagem originais. Assim sendo, a equipa de construção está a adoptar pilares excêntricos ou suportes do viaduto, em substituição dos pilares normais, para ajustar a localização de pilares; por outro lado, tendo em conta a localização actual dos pilares, será alterada a dimensão de algumas rotundas e faixas de arborização, no sentido de manter, sempre que possível, a disposição do trânsito original.

Para os troços situados nas imediações da linha, em simultânea com a implementação do Metro Ligeiro e dos respectivos projectos, o Governo procura aperfeiçoar o trânsito das zonas em questão. Assim, após a construção do viaduto e do centro modal de transportes na Estrada Governador Albano de Oliveira, as faixas de rodagem de duplo sentido de circulação da mesma estrada, que foram inicialmente separadas pelo parque de estacionamento, vão ser deslocadas para sul, ou seja, para o lado do Jockey Club. Isto não só aumentará a fluidez do trânsito, como também permitirá o afastamento das faixas de rodagem das zonas habitacionais, contribuindo para separar o trânsito rodoviário do pedonal; além disso, o espaço libertado, perto da zona residencial do centro da Taipa, tornar-se-á numa praça arborizada, a fim de se ampliar e optimizar o ambiente pedonal da zona em causa.

  • É preciso efectuar uma séria de trabalhos preparatórios antes da reabertura ao trânsito
    É preciso efectuar uma séria de trabalhos preparatórios antes da reabertura ao trânsito
  • A superstrutura do viaduto do metro ligeiro será construída na faixa de arborização central original
    A superstrutura do viaduto do metro ligeiro será construída na faixa de arborização central original
Subscrever